APRENDER A CAPTAR RECURSOS É ESSENCIAL PARA INOVAR

aprenda captar recursos

Inovar não é um item que consiste somente em ter ideias que rompem mercados e causam um efeito de espanto nas pessoas. Ser inovador no dia a dia pode envolver novos sistemas, equipamentos e até processos dentro da sua empresa.

Mas, uma coisa conecta ambos os mundos, do empreendedor ao gestor corporativo, a necessidade de conseguir investimento com baixo custo.

O cenário atual está favorável ao desenvolvimento científico e tecnológico com o objetivo de disseminar a inovação no Brasil. Ao compreender o seu próprio objetivo, ficam disponíveis algumas opções de fomento, como a concessão de incentivos fiscais, subvenções econômicas, instrumentos de financiamento e capacitação de recursos humanos.

Você pode buscar canais normais, como os bancos comerciais, mas certamente são locais mais caros e que compreendem menos os efeitos de uma inovação.

A busca por recursos financeiros é estratégica

Uma boa opção são os bancos de fomento, no caso, um dos principais é o FINEP, com linhas de crédito e programas específicos para apoiar atividades e programas P&DI das empresas inovadoras no mercado brasileiro.

Há uma crença de que o Governo não ajuda, mas isso não pode mais ser considerado a regra ou um padrão. Assim, nos últimos anos, as mais diversas esferas governamentais alteraram os seus marcos legais e ampliaram os mecanismos de fomento à inovação nas empresas, como os financiamentos e subvenções.

A inovação é a base das novas economias mundiais. Por meio dela temos um eixo relevante que agrega em valor tecnológico aos processos, produtos e mercado para as mais diversas organizações empresariais.

A vantagem competitiva da inovação é tema de outros materiais, certamente, mas é relevante levantarmos que por meio um plano consistente temos uma estratégia de diferenciação que precisa de sustentabilidade e tempo para entregar resultados.

Dicas básicas para busca de fomento

E, nesse contexto, a utilização de fomento oficial para dar vazão aos planejamentos financeiros (e, claro, sustentar novas ideias) auxilia que projetos sobrevivam e criem mais participação em novos mercados, gerando não somente mais receita e lucros, mas abrangendo ainda funções sociais como emprego, renda e movimentação econômica.

Ao decidir que buscará captação de recursos, alguns pontos são essenciais, como:

  • Tenha um projeto bem escrito, explicando como a inovação requerida é benéfica para o seu negócio (sim, um sistema ERP é considerado inovação e entra nesse tipo de fomento).
  • Mantenha sua documentação fiscal (balanço e DRE) em dia. Assim como a documentação societária.
  • Analise os editais e pré-requisitos para apresentar o mecanismo que mais se adeque às atividades e à realidade das empresas.
  • Identifique e faça um mapeamento das oportunidades de financiamento no Brasil.
  • Esteja ciente dos parceiros tecnológicos para a realização de projetos (ICT/Universidades).
  • Refine o projeto (como dissemos, deixar bem redigido é essencial) e submeta o projeto de demanda de financiamento/subvenção.
  • Seja eficiente na gestão e no monitoramento dos projetos durante a prestação de contas à respectiva fonte de fomento.

Modelos de fomento

Para facilitar sua vida em relação aos mecanismos de apoio financeiro a inovação, os mesmos podem ser divididos entre dois tipos: apoio indireto e apoio direto. De forma mais simples, a divisão fica mais clara conforme abaixo:

Indireto: baseado em incentivos fiscais (redução da carga tributária da pessoa jurídica), como na Lei do Bem, a Lei da Informática e o Rota 2030.

Direto: recursos financeiros diretos, como financiamentos e empréstimos realizados pelos agentes governamentais, que podem ser subdivididos em financiamentos reembolsáveis e não reembolsáveis, e recursos humanos para PDI&E.

Os recursos não reembolsáveis geralmente são disponibilizados em âmbito federal, por meio de chamadas sob forma de Subvenção Econômica (como o edital Sesi Senai de Inovação). Os recursos reembolsáveis são empréstimos com excelentes condições, como no caso dos concedidos pela Finep.

Os incentivos para inovação

No mercado atual, inovar não é somente um diferencial, mas um requisito de sobrevivência. Com uma inovação e um projeto estruturado é possível gerar vantagem competitiva e desbravar novos caminhos e conquistas. Mas, como todos sabem, os caminhos de acesso os recursos financeiros que podem facilitar esse caminho nem sempre estão claros, ou melhor, acessíveis.

Há uma sensação de falta de conteúdo e até falta de verba para muitos dos empreendedores e empresas que estão trabalhando com inovação. Por mais que pareça difícil, o Brasil caminha rapidamente na evolução de mais incentivos financeiros para desenvolvimento de inovação e tecnologia.

Nós, da 4C Innovation, somos uma empresa com foco na implantação do processo de inovação, execução do projeto e o apoio na busca de recursos de fomento. Confira o nosso modelo que leva o empreendedor dentro dessa jornada de inovação, o conduzindo dentro de questões importantes como mercado, tecnologia e as finanças de seu projeto. Com isso o projeto do produto é iniciado com informações fundamentais para o sucesso, tornando realidade o seu sonho!

Gostou do nosso texto? Continue lendo nossos materiais, assistindo aos vídeos e assine nossa newsletter para ter ainda mais conteúdo sobre inovação para sair do papel e conquistar seu mercado.

FOMENTO PARA INOVAR: INVESTIR EM RECURSOS É O CAMINHO PARA O SUCESSO

fomento inovar sucesso

Ter uma ideia e colocar no papel é somente uma das etapas de inovação. Ao materializar qualquer etapa de um planejamento de inovação, da multinacional ao pequeno inventor, a captação de recursos financeiros é uma fase crucial na busca pela viabilização econômico-financeira de um projeto.

Para ser bem-sucedido, o projeto deve apresentar uma significativa atratividade aos agentes de financiamento. Com o aumento da relevância da inovação no dia a dia corporativo, provocando aumento da produtividade, competitividade empresarial e na geração de riqueza para o país, o apoio à inovação tem sido uma prioridade de diversos agentes de fomento no Brasil.

Recursos estratégicos: Finep

A FINEP – Financiadora de Estudos e Projetos é uma empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia e tem como missão:

Promover e financiar a inovação e a pesquisa científica e tecnológica em empresas, universidades, institutos tecnológicos, centros de pesquisas e outras instituições públicas ou privadas, mobilizando recursos financeiros e integrando instrumentos para o desenvolvimento econômico e social do País.

O apoio da FINEP abrange todo o ciclo de CI&T, da pesquisa básica até o desenvolvimento de produtos, serviços e processos nas empresas. Sua atuação se dá por meio de diversos instrumentos:

  • Financiamentos reembolsáveis (empréstimos com condições diferenciadas para empresas);

  • Financiamento não Reembolsável a Instituições Científica, Tecnológica e de Inovação,

  • Outras formas de apoio à inovação (subvenção econômica, operações de investimento e capital de risco).

As modalidades de apoio podem ser oferecidas diretamente pela Finep ou de forma descentralizada, por meio de agentes financeiros ou parceiros estaduais.

Principais desafios da inovação para a Finep

A Finep dispõe de um funding de R$ 5 bilhões, mais um extra de US$ 1,5 bilhão. A empresa financia diversos itens, como máquinas, equipamentos (mesmo importados) e equipe própria. Para a Finep, o impacto e o ineditismo da tecnologia determinam a taxa de juros. O apoio financeiro pode ser personalizado de acordo com o grau de inovação e risco. Quer uma dica?  Quanto mais inovador o projeto, maior pode ser o apoio.

A própria Finep destaca ser um mito o de que a inovação é sinônimo de tecnologia de ponta: entre as linhas apoiadas pela instituição há financiamentos para diferenciação de produtos, processos e serviços; redução de custos; e até mesmo difusão de tecnologias.

Já entre os setores prioritários estão saúde e qualidade de vida, química, agronegócio e alimentos, indústria aeroespacial e defesa, óleo e gás.

Os principais desafios que a Finep se propõe a enfrentar por meio da promoção da inovação são:

  • Dotar a economia brasileira de capacidade de inovação para o enfrentamento de desafios nacionais e globais;

  • Estimular a implantação de atividades contínuas de P&D nas empresas;

  • Apoiar a inserção de empresas inovadoras nos mercados nacional e global;

  • Elevar a competitividade das empresas e instituições brasileiras;

  • Reverter a vulnerabilidade externa das empresas e instituições nacionais nos segmentos intensivos em tecnologia;

  • Estimular a participação do capital privado em inovação;

  • Apoiar inovações que promovam a sustentabilidade.

Inovacred

Uma dica essencial é o novo programa Inovacred: uma linha de financiamento cujo objetivo é incentivar pequenas e médias empresas (faturamento até R$ 90 milhões ano) que queiram desenvolver um novo projeto de inovação, ou seja, pretendem investir no desenvolvimento de novos produtos e serviços ou melhorar os existentes.

A grande vantagem do Inovacred é oferecer condições extremamente atraentes em termos de juros, que giram, em média, em torno de 8 a 9% ao ano, uma taxa muito abaixo da grande maioria das linhas de financiamento existentes, até mesmo se considerarmos os programas com juros reduzidos do BNDES ou de outros bancos do Governo.

Se tanto para grande empresa, que buscam caminhos alternativos para lançar novos produtos, quanto para as menores que querem abrir mercado, buscar recursos é um desafio diário.

Da ideia ao protótipo e teste de mercado, os valores aplicados podem ser fatais para o negócio. Por isso, entender os objetivos da fonte que fornece recursos é um ponto relevante e estratégico.

Nós, da 4C Innovation, somos uma empresa com foco na implantação do processo de inovação, execução do projeto e o apoio na busca de recursos de fomento. Confira o nosso modelo que leva o empreendedor dentro dessa jornada de inovação, o conduzindo dentro de questões importantes como mercado, tecnologia e as finanças de seu projeto. Com isso o projeto do produto é iniciado com informações fundamentais para o sucesso, tornando realidade o seu sonho!

Gostou do nosso texto? Continue lendo nossos materiais, assistindo aos vídeos e assine nossa newsletter para ter ainda mais conteúdo sobre inovação para sair do papel e conquistar seu mercado.

ENTENDA COMO AMADURECER A GESTÃO DA INOVAÇÃO VAI AUXILIAR A SUA EMPRESA A GANHAR MERCADO E LUCRO

gerindo Inovação

Entenda como amadurecer a gestão da inovação vai auxiliar a sua empresa a ganhar mercado e lucro

Assim como ao longo dos anos nós amadurecemos, ganhamos responsabilidades e aprendemos a viver para equilibrar trabalho, família e lazer, o mesmo ocorre ao avaliarmos a gestão da inovação dentro das empresas.

Para ficar mais simples, o conceito de maturidade deve ser encarado como um processo de aquisição de competências que ocorre com o passar do tempo, mas claro, a partir do investimento de estudo, projetos e trabalho constante.

Mas como chegar nesse estágio do processo?

O amadurecer na gestão da inovação corporativa é conquistado por meio de planejamento e ações tomadas para o aperfeiçoamento dos processos da empresa, de forma a atingir os mais ousados objetivos.

A principal ideia que segue como norte no conceito de maturidade da inovação é o desenvolvimento contínuo e uma filosofia transparente de melhoria de processos, industriais ou não, e no desenvolvimento de produtos, gestão de projetos e, finalmente, o ciclo desenvolvimento de produtos.

A necessidade de as organizações inovarem para conseguirem um crescimento e sucesso de forma sustentável não é novidade. Mas, uma vez que o processo foi iniciado, todos precisam evoluir e ajustar seu ritmo para evoluir sempre.

Ou seja, amadurecer a gestão da inovação é também uma forma de potencializar todo seu investimento em inovar. Para alcançar sucesso com a inovação, por exemplo, uma grande série de projetos devem ocorrer de forma sistematizada.

E, com isso, fica ainda mais claro que permitir a inovação é um processo e, como todo processo, demanda planejamento e gestão.

Amadurecer para crescer e inovar

A necessidade de amadurecer a sua gestão da inovação está conectada ao desafio de construir um novo fluxo gerencial que garanta esse caminho renovação em processos com foco ao entendimento das conexões entre as correntes de inovação, os times executivos e a própria evolução da empresa.

Autores como Tidd, Bessant e Pavitt (Managing innovation: integrating technological, managerial organizational change, 2001) defendem que o processo de gestão da inovação envolve:

  • Busca de uma abordagem estratégica para a inovação e para o desafio de sua gestão.
  • Desenvolvimento e utilização de mecanismos e estruturas de implementação efetivos.
  • Desenvolvimento de um contexto organizacional que suporte a inovação.
  • Construção e manutenção de interfaces externas efetivas.

Inovação deve estar conectada ao modelo de negócio

A gestão da inovação não pode ser colocada de forma isolada na empresa. E, por isso, o desafio de amadurecer de forma alinhada é ainda mais complexo. É necessário um profundo conhecimento interno e a importância de mapear as áreas envolvidas que precisarão criar e manter um conjunto de rotinas que acelerem, evoluam e amadureçam a atividade inovadora.

Abaixo, ilustramos o post com uma figura que representa seis processos de gestão da inovação, com exemplos de resultados esperados e ferramental.

Inovar com maturidade gera mais lucro

Por fim, podemos indicar que o amadurecimento da gestão inovadora está ligado ao padrão gerencial da companhia. Assim, um direcionamento claro, objetivos compartilhados e disciplina na execução de processos irá auxiliar no crescimento da inovação com cultura e mais resultado.

O amadurecer dessa cultura de inovação irá permitir que sua empresa mantenha uma abordagem integrada para superar barreiras gerenciais e de mercado. Inovar vai além do discurso e com o tempo fica ainda mais claro que conhecimentos, habilidades, ferramentas, técnicas, sistemas e processos formam o dia a dia de quem busca criar e se diferenciar no mercado.

Se você quer compartilhar sobre seu estágio de inovação ou quer bater um papo conosco, basta comentar abaixo.

Nós, da 4C Innovation, somos uma empresa com foco na implantação do processo de inovação, execução do projeto e o apoio na busca de recursos de fomento. Confira o nosso modelo que leva o empreendedor dentro dessa jornada de inovação, o conduzindo dentro de questões importantes como mercado, tecnologia e as finanças de seu projeto. Com isso o projeto do produto é iniciado com informações fundamentais para o sucesso, tornando realidade o seu sonho!

Gostou do nosso texto? Continue lendo nossos materiais, assistindo aos vídeos e assine nossa newsletter para ter ainda mais conteúdo sobre inovação para sair do papel e conquistar seu mercado.

DESCUBRA A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DA INOVAÇÃO PARA SUA EMPRESA

importância gestão da inovação empresa

Importância da Gestão da Inovação para a sua empresa

Inovar não é mais uma palavra da moda. É uma necessidade para qualquer empresa, do MEI ao gestor de multinacional. Se falar sobre inovação não é mais novidade, precisamos alinhar os conceitos para avançarmos no que é diferencial: a gestão da inovação.  

Inovar é para todos os portes de empresas. Porém, uma coisa é essencial: foco e planejamento desde o início. Uma inovação pode, inclusive, mudar toda a história da sua vida ou da sua empresa, seja ela pequena ou grande. Empresas como Apple, Nike, NetflixAmazon e Spotify não surgiram por acaso. 

Inovação pode ser colocada como toda nova ideia aplicada em processos e produtos que são desenvolvidos e geram resultados econômicos para os envolvidos. Isso deixa claro que inovação não é invenção, que também é uma ideia, porém sem retorno financeiro.  

Uma inovação não é somente um produto, podendo ser também o desenvolvimento de novos processos, novos métodos, novas formas de organização de trabalho, abertura de novos mercados e a criação de novas fontes de geração de renda e lucro. 

Resumindo para você: inovação é quando a sua ideia atende às necessidades e expectativas do mercado ou do cliente e precisa ser viável economicamente, garantindo retorno financeiro com sustentabilidade. A inovação é o impulso que mantém o capitalismo e o mercado em movimento.  

Para nós, inovar é conseguir transformar uma ideia em lucro. E isso já é um grande desafio. 

A inovação nas empresas é o mecanismo gerador de diferenciação no mercado. Para que sua empresa alcance mais competitividade, ela demanda recriar processos e ajustar diariamente serviços e produtos. Inovar não ocorre do dia para a noite e sua empresa necessitará de método e capacitação. Ok, sabemos que isso não é necessariamente novidade. Mas como ir além desse discurso?  

Uma grande quantidade de gestores diz que compreende o que é inovação, mas a gestão interna da empresa é precária e não permite avançar internamente. Para que o resultado da inovação ocorra é necessário investir na gestão desse processo. Mas o que é?  

O processo de inovar depende de pessoas, estratégias, processos e recursos. Esses itens alinhados permitem desbloquear seu potencial de inovação e colocar projetos em pauta e garantir um cenário real e lucrativo. É essencial para sua empresa o uso de métodos, processos e ferramentas para dar suporte à inovação. Sem isso, é como trilhar por caminhos desconhecidos sem dominar o veículo escolhido ou saber a rota.  

Com algumas das nossas dicas de gestão da inovação, alguns processos como a identificação de oportunidades internas e mercados externos, além de processos e sugestões financeiras ficarão mais claros para sua organização gerar novos projetos. A gestão de inovação permite que a empresa aperfeiçoe seus processos a partir de ideias inovadoras e entregue produtos/serviços de forma otimizada, sem a necessidade de retrabalho.  

Desenvolver um modelo de inovação organizacional é essencial para conquistar maior competitividade no mercado e gerar vantagem competitiva. Porém, vale ressaltar que o processo de inovação é difuso, repleto de dúvidas e oportunidades. Ele exige um trabalho disciplinado e periódico para que consiga gerar os resultados esperados.  

Nós vamos dividir o processo em quatro blocos de gestão que devem ser base do seu processo:  

1. Tenha um modelo de gestão 

Você irá precisar de métodos, processos, modelos e ferramentas que permitam suporte ao seu projeto de inovação. O modelo de gestão contempla a ideia, o planejamento, a gestão do projeto, o plano de marketing e o comercial, além do lançamento inicial e toda o caminho do seu sonho aos itens que envolvam a captação financeira. A 4C atua com diversos modelos e participa desde a concepção do projeto, por exemplo.  

Ao ter uma ferramenta de inovação, você e sua empresa poderão identificar as oportunidades internas e externas de inovação, além de acompanhar as tecnologias mais adequadas, os fluxos de criação e, claro, compreender melhor o mercado. A gestão não é burocracia para inovar, mas a principal forma de acertar e evoluir sem tanta “dor”. Por meio dela, os processos internos são aperfeiçoados e é formado o ambiente para inovar, criando um fluxo de criatividade eficiente. 

Um bom exemplo é a gigante Amazon. Com mais de 1,5 bilhão de itens disponíveis para venda em seu catálogo quase mundial, a empresa prossegue com preços competitivos e uma operação logística exclusiva. A empresa somente consegue esses diferenciais porque sua gestão é um exemplo de persistência e usa a inovação diariamente, principalmente na coleta e tratamento de todas as informações coletadas nos seus múltiplos canais como site, redes sociais e lojas.  

Na Amazon, a captação de dados é convertida em estratégia que busca prever o que e quando oferecer novos produtos ou serviços aos seus consumidores, como nos atuais chamados processos de Growth Hacking. 

2. Criatividade com produtividade 

Ter criatividade não significa ser produtivo. E, muito menos, ser inovador. Mas inovar e criar estão juntos. Por isso, seu fluxo de gestão de inovação deve prever e criar os insights, novos desenhos e projetos. Ousar, empreender, errar e começar do zero novamente devem ser itens essenciais no seu dia a dia. O processo de gestão da inovação deve contemplar essa fluidez entre ter a ideia, criar e inovar.  

3. Pessoas e produtividade 

Ao ter a gestão alinhada ao projeto, os profissionais irão, de forma organizada, elevar a produtividade. Não será automático, certamente, mas a melhor otimização das atividades e o alinhamento estratégico de demandas e orientações irá ajudar. A disciplina e o trabalho que siga cerimônias formais, por mais que não pareça inovador, será um diferencial.  

Os times ao entenderem e conhecerem sua cultura e seus valores, pontos fortes e fracos, ameaças e oportunidades, conseguirão executar a sua estratégia de inovação com ainda mais dedicação.  

4. Competitividade e lucratividade  

Ser competitivo é premissa de qualquer empresa, da local ao grupo multinacional. E, o diferencial é a inovação. Ao ter um fluxo definido de gestão da inovação, sua startup, microempresa, média ou grande empresa pode pesquisar o mercado de forma sistemática, identificar as necessidades e anseios dos clientes, além de efetivamente atender e ouvir desejos não ditos desses mesmos usuários, superando e surpreendendo o mercado.  

O ciclo de vida de um produto está mais curto e, com isso, o investimento em tempo e pesquisa precisa convertido em itens ainda mais lucrativos. Seguindo essa lógica, ao elevar a performance do trabalho dos times e criar produtos e serviços inovadores, sem dúvida, ao ajustar seu time comercial novas vendas, mais lucro e sucesso estarão em crescimento ou mais próximos. Gerir a inovação aproxima a sua empresa do sucesso comercial e do retorno financeiro positivo. 

Gestão da Inovação. Mas como colocar no dia a dia? 

Como levantamos, o fluxo do processo de inovação é constante e ágil. Por falar em ágil, a gestão Agile é o referencial do Spotify. Um processo único que envolve muita comunicação, integração e evolução constante. A empresa hoje possui a sede em Londres, e há grupos de desenvolvimento de produto em Estocolmo, Nova York e São Francisco, distribuídas em mais de 30 equipes. Ou seja, inovar não depende da estrutura física, mas da gestão.  

Uma dica de atividade que promove a inovação na empresa ocorre nos “hack days”, quando os colaboradores apresentam estudos feitos no 10% de tempo livre que a empresa permite para que seja usado em pesquisa e desenvolvimento individual. Com isso, os profissionais devem desenvolver e compartilhar com os amigos e colegas as novas ideias.  

Para atingir sucesso nesse processo de gestão, tente investir em acompanhamento, atualização e ajustes de rota sempre que puder. Monitore com uma coleta estruturada de dados cada passo da sua evolução, aprendendo com erros e acertos. 

Promova a adequação dos times se precisar (pessoas), reforce com comunicação o foco do seu projeto de inovação, aumente sua eficácia e promova de forma correta os recursos e disponibilidade de dinheiro e tempo para que a inovação seja sistematizada e avance não como uma aventura de negócios porque sua ideia parecia boa.  

Assim, para definirmos de forma final a gestão de inovação, é essencial termos claro que ela é a base de mudança do mundo corporativo atual e vai garantir a diferenciação do seu negócio, novos mercados, bem como aumento de produtividade e redução de custos. A gestão da inovação deve contribuir para alavancar os resultados e o crescimento de uma organização gerando valor internamente e externamente. 

Nós, da 4C Innovation, somos uma empresa com foco na implantação do processo de inovação, execução do projeto e o apoio na busca de recursos de fomento. Você quer saber mais sobre o método de desenvolvimento de produtos? Confira o nosso modelo que leva o empreendedor dentro dessa jornada de inovação, o conduzindo dentro de questões importantes como mercado, tecnologia e as finanças de seu projeto. 

Com isso o projeto do produto é iniciado com informações fundamentais para o 

Sucesso, tornando realidade o seu sonho! 

 

Gostou do nosso texto? Continue lendo nossos materiais, assistindo aos vídeos para ter ainda mais conteúdo sobre inovação para sair do papel e conquistar seu mercado.